Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Ortografia » Companhia ou compania?

Ortografia

Texto:
por: Luana Castro Alves Perez

Companhia ou compania?


Companhia ou compania? Essa dúvida é corriqueira e está relacionada com a oralidade, pois alguns vocábulos nem sempre são pronunciados da maneira como são escritos.





Companhia ou compania? Essa é uma dúvida muito comum entre os falantes da língua portuguesa
Companhia ou compania? Essa é uma dúvida muito comum entre os falantes da língua portuguesa



Você já parou para pensar no quanto a fala pode influenciar a escrita? A língua portuguesa é permeada por curiosidades, o que faz dela um dos idiomas mais interessantes do mundo. Muitas vezes levamos para o papel nossos vícios de linguagem, o que deve ser evitado, já que o código, que é a língua, deve ser preservado em sua modalidade escrita, caso contrário, ele ficaria fadado ao esquecimento. Se cada um dos falantes escrevesse de uma maneira própria, desconsiderando as normas da gramática, certamente a comunicação ficaria prejudicada.

Pensando nas palavras cujas ortografias diferem da fala, lançamos para você a seguinte pergunta: Companhia ou compania? Essa é uma dúvida recorrente entre os falantes, afinal de contas, é um daqueles casos em que a pronúncia não combina com a palavra escrita. O fato é que ninguém se preocupa em pronunciar o -nh da palavra companhia, que deve ser escrita da seguinte maneira: companhia.

Não existe compania, apenas a palavra companhia, e quando deixamos de pronunciar o -nh desse vocábulo, estamos cometendo um desvio de ortoepia. A ortoepia é uma parte da Fonética que trata da correta articulação dos grupos vocálicos e dos fonemas consonantais. No caso da palavra companhia, pronunciamos de maneira errada a sílaba -nia em vez de -nhia. Mas você sabe por que esse tipo de erro acontece?

Trocar a sílaba -nhia por -nia é algo comum e explicável sob o ponto de vista linguístico: esse desvio não acontece apenas com a palavra companhia, ele é frequente em outras palavras com -nh seguidas de nasalizações sucessivas (fenômeno no qual o fonema oral torna-se nasal, isto é, fazemos a palatalização da sílaba -nhia, transformando-a em -nia). A palatalização trata-se do efeito de tocar a língua no “céu da boca”, o palato, enquanto pronunciamos determinada sílaba. Ao pronunciarmos a palavra companhia, erradamente retiramos a palatalização do -nh, simplificando o movimento interior da língua.

Agora que você já sabe qual é a forma correta, observe alguns exemplos:

O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só (...)”.

Agora que sinto amor – Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa)

Meu Deus, me dê a coragem [...]
Faça com que minha solidão me sirva de companhia.
Faça com que eu tenha a coragem de me enfrentar.
Faça com que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo (...)”.

Clarice Lispector – Meu Deus, me dê a coragem

Já que companhia se escreve com -nh, os substantivos dela derivados preservarão essa ortografia. Observe:

Acompanhamento
Acompanhante
Companheiro
Acompanhar
Desacompanhado

Bons estudos!