Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Sintaxe » Frase, oração e período

Sintaxe

Texto:
por: Luciana Kuchenbecker Araújo

Frase, oração e período


Estudar as diferenças entre Frase, Oração e Período é importante para que possamos compreender a sintaxe da língua portuguesa, os enunciados e suas unidades.





Há diferenças entre Frase, Oração e Período
Há diferenças entre Frase, Oração e Período



Para que possamos compreender a sintaxe da Língua Portuguesa, ou seja, o conjunto das relações que as palavras estabelecem entre si, é necessário, antes de tudo, estudarmos a respeito dos enunciados e suas unidades, os quais apresentam características estruturais próprias: a Frase, a Oração e o Período. Vejamos cada um deles!

FRASE

A frase pode ser definida por seu propósito comunicativo. Isso significa que Frase é todo enunciado capaz de transmitir, de traduzir sentidos completos em um contexto de comunicação, de interação verbal.

Observe algumas características das frases:

  • O início e o final da frase são marcados, na escrita, por pontuação específica (. ! ? …);

  • Na fala, o início e o final da frase são marcados por uma entoação característica. Não se esqueça de que a entoação é a forma como os falantes associam o contorno da expressividade, como é visto na frase interrogativa ou declarativa;

  • Podem ser elaboradas por uma única ou por várias palavras;

  • Podem apresentar um verbo ou não;

  • Na escrita, os limites da frase são indicados pela letra inicial maiúscula e pelo sinal de pontuação (. ! ? …).

Observe alguns exemplos de frases:

– Ai!

– Socorro!

– O quê?

– Mas que coisa terrível!

– Quanta bagunça...

– Que tragédia!

– Como assim?

– Tenho muito a fazer.

– Fogo!

Tipos de Frases

  • Frases interrogativas: Entonação de pergunta. Geralmente, é finalizada com ponto de interrogação (?). Exemplo: Que dia você volta?

  • Frases exclamativas: Entonação expressiva, reação mais exaltada. Geralmente, finalizada com ponto de exclamação ou reticências (! …). Exemplo: Que horror!

  • Frases declarativas: Não são marcadas pela entonação expressiva ou intencional. Geralmente apresentam declarações afirmativas ou negativas e são finalizadas com o ponto final (.). Exemplo: Amanhã não poderei levantar.

  • Frases imperativas: Enunciado que traz um verbo no modo imperativo. Geralmente sugere uma ordem e é finalizado pelos pontos de exclamação e final (! .). Exemplo: Fale mais baixo!

ORAÇÃO

A oração é uma unidade sintática. Trata-se de um enunciado linguístico cuja estrutura caracteriza-se, obrigatoriamente, pela presença de um verbo. Na verdade, a oração é caracterizada, sintaticamente, pela presença de um predicado, o qual é introduzido na língua portuguesa pela presença de um verbo. Geralmente, a oração apresenta um sujeito, termos essenciais, integrantes ou acessórios.

Observe alguns exemplos de orações:

Corra!

– Esses doces parecem muito gostosos.

Chove muito no inverno.

PERÍODO

O período é uma unidade sintática. Trata-se de um enunciado construído por uma ou mais orações e possui sentido completo. Na fala, o início e o final do período são marcados pela entonação e, na escrita, são marcados pela letra maiúscula inicial e a pontuação específica que delimita sua extensão. Os períodos podem ser simples ou compostos. Vejamos cada um deles:

  • Período simples

Os períodos simples são aqueles constituídos por uma oração, ou seja, um enunciado com apenas um verbo e sentido completo. Exemplo: Os dias de verão são muito longos! (verbo ser)

  • Período composto

Os períodos compostos são aqueles constituídos por mais de uma oração, ou seja, dois ou mais verbos. Exemplo: Mariana me ligou para dizer que não virá mais tarde. (Período composto por três orações: verbos ligar, dizer e vir.)