Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Sintaxe » Objeto indireto

Sintaxe

Texto:
por: Mariana Rigonatto

Objeto indireto


O objeto indireto é um complemento verbal que integra o sentido de verbos transitivos indiretos.





O objeto indireto complementa o sentido de verbos transitivos indiretos
O objeto indireto complementa o sentido de verbos transitivos indiretos



Como você já sabe, verbos transitivos são aqueles que necessitam de um termo que integre o seu sentido. Veja abaixo um exemplo desse tipo de verbo em uma oração:

Pedro gosta de chocolate.

Se interrompêssemos esse enunciado no verbo, veja o que ocorreria com o sentido:

Pedro gosta...

É possível notar que o verbo “gosta” não possui um sentido completo, ou seja, ele requer algo mais para completar o seu sentido. Isso porque esse verbo é transitivo indireto, o que nos leva a fazer a seguinte pergunta:

“Pedro gosta de quê?”

Pedro gosta de chocolate.

Assim, o complemento verbal que integra o sentido de verbos transitivos indiretos é chamado de objeto indireto. O núcleo do objeto indireto pode ser representado por:

a) substantivo ou palavra substantivada:

Davi gosta de música.

O diretor confia em seus funcionários.

Desconfiavam do proceder do funcionário.

b) pronome (substantivo):

Os pais dialogavam com elas.

c) numeral:

O brinquedo pertencia aos três.

d) oração:

Você duvida de que serei aprovada?

Atenção: Algumas vezes, o objeto indireto não vem precedido de preposição. Isso ocorre quando ele é representado pelos pronomes pessoais oblíquos me, te, lhe, nos, vos, lhes e pelo reflexivo se.

A vida naquela casa agradava-me muito.

Pediram-me que organizasse a confraternização.