Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Semântica » Os novos verbetes do Aurélio

Semântica

Texto:
por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Os novos verbetes do Aurélio









Constitui-se de uma compilação de vocábulos dispostos em ordem alfabética


Mediante o ato de consultarmos o dicionário, nem sempre nos interessamos ou não encontramos tempo suficiente para analisarmos todas as informações contidas nesta ou naquela palavra que ora representa o objeto de nossa busca. Sendo assim, no intento de focarmos um pouco mais tal fato, comecemos nossa discussão compreendendo um pouco mais sobre o que representa o termo verbete.

Atribui-se a ele todo o conjunto de informações referentes a um dado vocábulo, tendo em vista as distintas acepções semânticas (relativas ao significado) que este possa ter, bem como outras relevantes informações, tais como as gramaticais – geralmente representadas por meio de abreviaturas e siglas. Como é o caso das apresentadas a seguir:

s.m. Significa que é um substantivo masculino.
s.f. Significa que é um substantivo feminino.
adj. - Adjetivo
num. - Numeral
adv. - Advérbio
v. - Verbo
prep. - Preposição
subst. - Substantivo
Acent. Gráf.- Acentuação gráfica

Com tais informações agora elencadas, partamos rumo ao conhecimento de importantes fatos relacionados ao assunto em questão. Para tanto, elegemos aquele que é considerado o quinto mais popular dos dicionários – o Aurélio, uma vez que em comemoração ao centenário de seu autor – Aurélio Buarque de Holanda – este chega até nós trazendo uma leva de vocábulos que chegaram para incorporar o conjunto lexical com o qual cotidianamente compartilhamos.

Ineditismo à vista, vale mencionar que tal ocorrência se deu em virtude do notável dinamismo que atualmente impera no cotidiano social, operando grandes transformações, inclusive em termos linguísticos. Assim, como não falar das inovações tecnológicas, uma vez que elas, de forma singular, evidenciaram sua “cota de participação”, revelando que a era digital não ficou à espreita? Sobre isso, analisemos as palavras de Neusa Maria Oliveira Barbosa Bastos, professora do Centro de Comunicação e Letras do Mackenzie:

É importante a entrada de palavras ligadas aos avanços tecnológicos, porque denominam novos hábitos e ações que se tornam comuns no cotidiano dos brasileiros.

Outro aspecto, também passível de nota, é que outras palavras, constantemente utilizadas na linguagem cotidiana – agora muito mais do que antes – também foram incorporadas, como é o caso de Ricardão (um termo utilizado para designar o amante), botox (tratamento estético utilizado na contenção de sinais advindos do envelhecimento da pele), nerd (aquele que se destaca nos estudos), bullying (atos de agressão física ou psicológica), entre muitos outros.

Sem falar em uma significativa quantidade de vocábulos estrangeiros que entre nós circulam, cujo objetivo se baseia na orientação dos estrangeiros ou seus professores de português – público este até então desprivilegiado pela maioria dos dicionários.

Partindo-se dessa prerrogativa, analisemos, pois, algumas das já retratadas inovações que ocorreram:

Ecobag – Sacola feita com material biodegradável.

Mochileiro – Alguém que viaja com pouca bagagem.

Pet shop – Loja que dispõe de serviços que atendem às necessidades de animais domésticos.

Test drive – Avaliação direcionada ao desempenho de um veículo ao dirigi-lo.

SAMU – sigla referente a Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.

Enem – Sigla relativa a Exame Nacional do Ensino Médio.

E-book – [ingl.]- Substantivo masculino. V. livro eletrônico.

Tablet – [Ingl.] – Substantivo masculino. Inform. 1 – Computador de uso pessoal que possui tela sensível ao toque. 2. Tipo especial de caneta, usada para registrar notas diretamente na tela do computador.

Spam – [Ingl.] – Substantivo masculino. Inform. Mensagem publicitária ou não, recebida via correio eletrônico sem o consentimento ou solicitação do usuário.

Blogar – Verbo intransitivo. Manter um blog (em se tratando dos internautas). [Conjug.: rogar.]

Tuitar – [do inglês twitt(er) + -ar2]- verbo intransitivo. 1. Postar no twitter comentários, informações, fotos, etc. ger. de caráter pessoal ou institucional. 2. Acompanhar os fatos, ideias, informações, etc. registradas por alguém em seu twitter. [conjug.: ajuizar.]





Artigos Relacionados