Você está aqui: Página Inicial » Redação » Redação no Enem e em concursos » Como fazer a redação do Enem?

Redação no Enem e em concursos

Texto:
por: Luana Castro Alves Perez

Como fazer a redação do Enem?


Como fazer a redação do Enem? Essa é uma pergunta feita por muitos candidatos. Para alcançar a nota mil, é preciso conhecer as peculiaridades dessa importante prova.





Conhecer a redação do Enem é o primeiro passo para quem quer alcançar um bom desempenho na prova
Conhecer a redação do Enem é o primeiro passo para quem quer alcançar um bom desempenho na prova



Como fazer a redação do Enem? Essa é uma dúvida recorrente entre os candidatos, haja vista que essa parte da prova apresenta algumas especifidades. Na escola aprendemos que uma redação é composta pela introdução, desenvolvimento e conclusão, estrutura básica de uma dissertação argumentativa (tipo textual cobrado no Enem). Contudo, a dissertação argumentativa do Exame Nacional do Ensino Médio exige que o autor, em vez de concluir seu texto nos moldes tradicionais, apresente para a situação-problema uma proposta de intervenção coerente e viável.

Parece complicado, mas não é. Para ajudá-lo(a) a alcançar uma boa nota na redação do Enem e assim garantir a sua vaga no seu curso de preferência, o sítio de Português traz para você algumas dicas que serão úteis em sua rotina de estudos, dicas que mostrarão para você que, com um pouquinho de dedicação e treino, todas as dificuldades em relação à escrita de textos poderão ser superadas. Boa leitura e bons estudos!

Cinco dicas de redação para o Enem

1ª Dica → Veja o tema da redação e faça uma leitura minuciosa da prova. Essa certamente é a dica mais importante. Muitos candidatos não dão o devido valor à coletânea de textos oferecida na prova, e isso pode dificultar o processo de escrita, principalmente se o tema não for familiar. Nesse momento, é preciso cuidado, não é hora de ter pressa: leia e releia a proposta e os textos de apoio. Aproveite a coletânea e tire dela subsídios para defender sua tese. Além disso, fique atento às questões da prova, pois geralmente elas contêm informações que podem ser úteis na hora de elaborar seu texto;

2ª Dica → Escolha uma tese e elabore seu projeto, bem como escolha a abordagem e os argumentos que você usará para defender a sua tese. Lembre-se de que os argumentos precisam obedecer a uma sequência lógica, favorecendo, assim, a progressão discursiva no texto. É indispensável que você domine o tema, caso contrário, suas ideias correrão o risco de ficarem inócuas e repetitivas. “Mas como dominar o tema?” A resposta é simples: leia mais e interesse-se pelos assuntos mais discutidos da atualidade, especialmente aqueles que dizem respeito à vida em sociedade. Ler é uma incrível fonte de inspiração! Nada nos ensina mais do que o contato com os diferentes tipos de texto;

3ª Dica → Faça um rascunho de seu texto. Antes de começar a escrever, faça um plano de trabalho. O que seria esse plano de trabalho? Pense no planejamento como um rascunho das ideias e argumentos. Nessa etapa você deve preocupar-se mais com o conteúdo a ser apresentado do que com a gramática. Deixe que as ideias fluam livremente, mas não se esqueça de que elas devem fazer sentido, bem como devem estar ligadas entre si, caso contrário, o leitor não entenderá seus argumentos;

4ª Dica → Lembre-se da estrutura básica da dissertação argumentativa. A estrutura básica é composta por três partes distintas: introdução, desenvolvimento e conclusão. Na conclusão, você deve apresentar uma proposta de intervenção para o problema, ou seja, ao final da exposição das ideias, é indispensável que você mostre aos corretores propostas coerentes e viáveis para o problema sugerido no tema, caso contrário, sua pontuação ficará seriamente prejudicada. Lembre-se de que a proposta de intervenção deve estar relacionada com os argumentos expostos e deve ser muito bem detalhada, mostrando assim que você se preocupou com sua elaboração e aplicabilidade;

5ª Dica → Revise e passe o texto a limpo. Esse é um momento importantíssimo, pois será a última oportunidade de encontrar possíveis erros na sua redação. É hora também de ficar atento à coerência das ideias: observe se não há nenhum “fio desencapado” que possa prejudicar o entendimento da mensagem. Respeite o limite de linhas e não coloque informações fora da área de correção, caso contrário, sua redação poderá ser desclassificada.