Você está aqui: Página Inicial » Redação » Construção Textual » Dicas para uma comunicação eletrônica mais eficaz: o e-mail

Construção Textual

Texto:
por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Dicas para uma comunicação eletrônica mais eficaz: o e-mail


A linguagem deve ser clara e precisa, haja vista a necessidade de uma comunicação mais eficaz, retratada por meio do e-mail.





O e-mail precisa comportar uma linguagem clara, precisa e objetiva, por se tratar de uma comunicação eletrônica recorrente
O e-mail precisa comportar uma linguagem clara, precisa e objetiva, por se tratar de uma comunicação eletrônica recorrente



Cada vez mais nos posicionamos enquanto seres atingidos pela tecnologia e, assim nos colocando, precisamos ser hábeis o suficiente para fazer dela nosso instrumento de comunicação, viabilizando nossas interações sociais e fazendo com que a linguagem cumpra seu verdadeiro papel enquanto instrumento social.

Pois bem, partindo desse pressuposto, cabe ressaltar que o e-mail, representando um veículo de suporte para que essas interações possam se fazer materializadas, tornou-se uma prática cotidiana, não só permeando as relações particulares em si, mas também fazendo parte do ambiente corporativo. Dessa forma, pesquisas apontam que empresas e mais empresas procuram treinamento para que seu quadro de colaboradores possa estar cada vez mais apto para exercer esse tipo de comunicação, que precisa, acima de todo, apresentar-se clara, objetiva e precisa.  Nesse sentido, sobretudo cumprindo ao que sempre nos propomos ao levar até você alguns conhecimentos que norteiam a língua de uma forma geral, propomo-nos a discutir juntos acerca de alguns dicas que irão deixá-lo(a) a par de algumas circunstâncias aplicáveis a esse tipo de modalidade. Dessa forma, por que não conferi-las, não é verdade?

Sabemos que o e-mail comporta consigo um tipo de situação comunicativa em que a brevidade por parte do emissor é fator constante, por isso, a precisão da mensagem se torna indiscutível. Partindo dessa premissa, precisão significa ponderação, polidez ao escrever, assim, o uso de abreviações, que, sem dúvidas, acomete a maioria dos internautas, é sempre bom de ser evitado, sob pena de causar ao discurso aqueles riscos indesejáveis de má interpretação. Outro aspecto diz respeito às saudações e às despedidas, ou seja, devemos nos posicionar de forma adequada tanto no início da mensagem quanto ao final dela, lembrando que formalismo em excesso pode comprometer a precisão da mensagem, bem como intimidades exageradas atuam da mesma forma. Nesse sentido, o recomendável é pensarmos justamente na forma como iríamos agir se estivéssemos frente a frente com aquela pessoa.

Não menos importante faz referência ao tamanho da mensagem, ou seja, quanto mais complexa, maior será a dificuldade de entendimento por parte do interlocutor, sem contar que mensagens longas causam, a olhos vistos, desânimo quanto à leitura. Não há como duvidar que polidez também se aplica a esse aspecto. O assunto... esse é de grande importância, haja vista que o destinatário pode ser aquela pessoa que prioriza os e-mails mais urgentes durante o dia todo e, sem saber do que se trata, certamente que as prioridades não serão estabelecidas. Apenas frisando que o assunto deve abranger de forma genérica acerca do que se trata, ou seja, nem muitos complementos, nem dizeres vagos demais.

Como última das instâncias, a revisão se torna fator fundamental, pois mesmo que se trate, para muitos, de uma comunicação breve, importante é fazer o destinatário realmente compreender o que você realmente está dizendo, por meio, é claro, de uma linguagem adequada à situação.  Agindo assim, caro(a) usuário(a), tenha certeza de que sua comunicação será retratada de forma cada mais eficaz.





Artigos Relacionados