Você está aqui: Página Inicial » Redação » Gêneros Textuais » Resenha

Gêneros Textuais

Texto:
por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Resenha








A resenha, materializando-se por meio de um discurso claro, coerente e coeso, registra impressões acerca de um objeto de estudo
A resenha, materializando-se por meio de um discurso claro, coerente e coeso, registra impressões acerca de um objeto de estudo

Quando estabelecemos familiaridade com um determinado texto, sobretudo tendo em vista que ele cumpre uma finalidade discursiva específica, precisamos compreender a essência impressa no discurso, ou seja, precisamos entender de forma efetiva a mensagem transmitida. Quando, por um motivo ou outro, isso não é possível, tudo aquilo que lemos não passa para nós de um simples emaranhado de palavras desconexas, e, sobretudo, destituídas do sentido que a elas deveria ser atribuído.

Partindo desse pressuposto, uma das formas de expressar seu entendimento acerca das ideias ressaltadas por outrem é através da resenha. Trata-se do registro daqueles aspectos mais relevantes abordados dentro de um texto. Dessa forma, mediante a produção da resenha, tornar-se-á nitidamente expressa a capacidade de síntese, de apreensão, demarcada pelo discurso do (a) resenhista. Dessa maneira, torna-se de fundamental importância a percepção das palavras-chaves, das ideias-sínteses, enfim, de tudo aquilo que se apresenta como essencial e pertinente. Em outras palavras, a elaboração da resenha seria o esquema materializado em forma de prosa, sobretudo mais bem desenvolvido no que tange à construção do discurso.

A forma prosaica (em prosa) é adotada para constituir uma estrutura definida, manifestada por uma introdução, um desenvolvimento e uma conclusão. Aspectos esses que somente serão materializados por meio da coesão, seguida da coerência e culminando na clareza e na precisão dos enunciados.

A resenha pode fazer referência a assuntos distintos, manifestados no dia a dia. Pode também se integrar àqueles moldes cultuados no meio acadêmico, cuja finalidade se expressa pela análise da compreensão do (a) resenhista acerca das ideias ressaltadas em obras inteiras ou partes delas, como é o caso de alguns capítulos, em específico. 

A resenha também pode se manifestar como uma simples descrição acerca de um determinado objeto ou de um determinado texto, sobretudo quando quem a cria não dispõe ainda das habilidades necessárias à materialização de um discurso voltado para um senso mais crítico, envolvendo, assim, determinados juízos de valor segundo concepção própria. Quando manifestadas essas habilidades, trata-se do que chamamos de resenha crítica, cuja intenção do emissor é revelar aspectos apreciativos ou opinativos acerca do objeto em análise. Pressupostos esses demarcados por meio do texto “A resenha crítica – um gênero do âmbito jornalístico”, uma vez passíveis de conferência.





Artigos Relacionados