Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Sintaxe » Regência do verbo chamar

Sintaxe

Texto:
por: Mariana Rigonatto

Regência do verbo chamar


O verbo “chamar” admite mais de uma regência, ou seja, dependendo do significado que expressa, sua transitividade pode variar.





Nesse exemplo, o verbo chamar é transitivo direto
Nesse exemplo, o verbo chamar é transitivo direto



O verbo “chamar” possui uma diversidade de regência. Isso significa que, dependendo dos valores e do emprego desse verbo, ele pode ser transitivo direto ou transitivo indireto. Vamos analisar cada um dos casos em que há uma variação significativa desse verbo e de sua regência.

a) Quando o verbo “chamar” possuir o significado de “fazer vir”, “convocar”, ele será um verbo transitivo direto, ou seja, será usado com um objeto direto.

Exemplo:

Chamaram todos os funcionários para a reunião.

b) Quando o verbo “chamar” possuir o significado de “invocar”, será acompanhado da preposição por + objeto indireto, ou seja, será transitivo indireto.

Exemplo:

O menino chamou pelo pai.

c) Quando o verbo “chamar” possuir o significado de “qualificar”, “apelidar”, “dar nome”, pode ser usado das seguintes formas:

Exemplo:

Chamei-o covarde.

  • Objeto direto + predicativo (precedido pela preposição de)

Exemplo:

Chamaram-na de louca.

  • Objeto indireto + predicativo

Exemplo:

Chamam-lhe fenômeno.

  • Objeto indireto + predicativo (precedido da preposição de)

Exemplo:

O pai chamou-lhe de campeão.