Você está aqui:
  1. Página Inicial
  2. Gramática
  3. Sintaxe
  4. Regência do verbo responder

Sintaxe

Texto:
por: Mariana Rigonatto

Regência do verbo responder


O verbo “responder” admite mais de uma regência, ou seja, dependendo do significado que expressa, sua transitividade pode variar.





Nesse exemplo, o verbo responder é bitransitivo
Nesse exemplo, o verbo responder é bitransitivo



 Observe a atitude do verbo “responder” em um trecho da música da banda Legião Urbana:

Perdidos No Espaço
Legião Urbana

Escrevi pra você, você não respondeu
Também não respondi quando você me escreveu
Anotei seu telefone num pedaço de papel
Calculei seu ascendente no recibo do aluguel
(…)

Como é possível notar nesse caso, o verbo é intransitivo, não é mesmo? Isso ocorre porque o significado dele influencia a regência. Assim, há uma diversidade de regência que corresponde a uma mudança de sentido do verbo, ou seja, ora o verbo será transitivo direto, ora indireto; ora será bitransitivo, ora intransitivo. Se você tem dúvidas sobre transitividade verbal, acesse os textos a seguir antes de continuarmos nosso estudo por aqui:

Transitividade Verbal

Objeto Direto

Objeto Indireto

Como foi dito anteriormente, o verbo responder pode ter uma variação de significados que influencia a sua regência. Veja:

a) Quando o verbo responder possui o sentido de “dar resposta”, “dizer ou escrever em resposta”, é um verbo transitivo e exige:

Exemplo:

Todos responderam à pergunta-desafio.

Exemplo:

Respondeu todas as minhas dúvidas.

Exemplo:

João respondeu-lhe as dúvidas.

b) Quando o verbo responder possui o sentido de “replicar”, “retorquir”, é um verbo transitivo que pede, normalmente, um objeto indireto:

Exemplo:

O escritor respondeu às críticas.

c) Quando o verbo responder possui o sentido de “repetir a voz, o som”, não pede complemento verbal, sendo, portanto, intransitivo:

Exemplo:

Um galo cantou, outro respondeu.

d) Quando o verbo responder possui o sentido de “ser responsável”, “responsabilizar-se”, “fazer as vezes”, é um verbo transitivo que pede objeto indireto acompanhado da preposição “por”:

Exemplo:

Os pais respondem pelos filhos menores.